Assessoria | PJC-MT

Oito pessoas foragidas da Justiça tiveram mandados de prisão cumpridos pela Gerência Estadual de Polinter (Gepol), em dois dias. Nos primeiros cinco meses de 2018, a Polinter prendeu 160 pessoas procuradas pela Justiça, por crimes diversos, entre eles roubos, homicídio, tráfico de drogas, estupro e violência contra a mulher.

Conforme o delegado da Polinter, Flávio Henrique Stringueta, neste ano foi implantado o núcleo de inteligência da unidade, voltado a fazer levantamento e atualização dos endereços das pessoas procuradas, vez que alguns processos são antigos e os domicílios já terem mudados.

Na semana passada, entre quinta-feira e sexta-feira (7 e 8.06), as equipes do núcleo operacional deram cumprimento a mandados contra M.D.M.B, por posse/porte ilegal de arma de fogo; M.R.G, por estelionato; D.B.O.S.,  por estupro de vulnerável; R.S.S, por roubo; M.V, por atentado violento ao pudor; M.A.B, por tráfico de drogas; A.C.S, por violência doméstica; e  duas prisão civil contra W.S.C.S e N.C.E.

Powered by WP Bannerize

Os comentários estão fechados.