Rafael Medeiros Da Redação

Azenilda Silva Santos, de 75 anos, foi assassinada a tiros dentro de casa onde morava no Bairro Jardim São Bento, no município de Rondonópolis (a 212 km de Cuiabá).  O principal suspeito do feminicídio é o ex-companheiro da da mulher.

O caso foi registrado depois que os policiais foram acionados por vizinhos que ouviram disparos de arma de fogo vindo de dentro da casa da idosa. O corpo de Azenilda foi encontrado caído no chão da sala. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas apenas constatou o óbito.

Vizinhos afirmaram que o casal não estava juntos há alguns dias e a vítima afirmou que o suspeito tinha um perfil agressivo. Mas, mesmo separado da idosa, o homem não aceitava e continuou indo na residência.

Já na tarde de quarta-feira, teve uma discussão e a mulher acabou se dando mal. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para prestar socorro. Porém, o óbito foi confirmado.

Vizinhos da idosa informaram que o casal já não estava mais junto. Eles haviam se separado por conta dos sinais de agressividade que o homem apresentou durante o relacionamento. Porém, o suspeito ia várias vezes na casa conversar com a idosa. As testemunhas ainda apontaram que ele acreditava estar sendo traído.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi ao local e iniciou os trabalhos de investigação. Duas perfurações de bala foram encontradas nas costas dela.

Os policiais foram até a casa do criminoso e a arma de calibre 38 foi apreendida. O suspeito não estava no local e o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), para passar por exames de necropsia.

O caso será apurado pela Polícia Civil.

No Banner to display

Os comentários estão fechados.