O ministro da Educação, Ricardo Vélez, disse nesta sexta-feira que não vai entregar o cargo e que não conversou com o presidente Jair Bolsonaro sobre o assunto, após o presidente ter sinalizado possível demissão do auxiliar.”Não vou entregar o cargo”, disse Vélez a repórteres durante participação em evento com empresários promovido pelo Lide em Campos do Jordão (SP).

 

 

HORÁRIO ELIMINADO