Obras paralisadas serão o foco da Comissão de Infraestrutura

LAIS COSTA MARQUES / Secretaria de Comunicação Social

 

Foto: Marcos Lopes

Com foco no levantamento e análise das obras paralisadas no estado, a Comissão de Infraestrutura Urbana e de Transportes foi instalada nesta quarta-feira (27), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Para comandar os trabalhos, foram eleitos os deputados Valmir Moretto (PRB) e Xuxu Dal Molin como presidente e vice-presidente, respectivamente. Como membros, tomaram posse os deputados Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), Ulysses Moraes (DC) e Sebastião Rezende (PSC).

Durante a reunião de instalação e eleição da presidência, os deputados presentes destacaram a importância da comissão na fiscalização dos projetos de infraestrutura do estado, seja na área de logística, saúde ou de educação. Conforme destacou o presidente da comissão, deputado Valmir Moretto, a equipe técnica fará um levantamento de todas as obras em andamento ou paralisadas para fazer um diagnóstico.

“Vamos trabalhar junto com as secretarias para levantar quais obras estão paradas, por que foram paralisadas e o que é preciso para retomar os trabalhos. Também acompanhar os projetos de novas obras para verificar se há ou não viabilidade antes que sejam iniciadas”, explicou o deputado.

O vice-presidente da comissão, Xuxu Dal Molin, falou sobre as principais obras de infraestrutura logítica, como a expansão dos trilhos da Ferronorte até Cuiabá, a chegada da Ferrovia Integração Centro-Oeste (Fico) até Água Boa e depois a Lucas do Rio Verde e a Ferrogrãos, que devem levar a produção agropecuária até os portos da Região Norte do país. Outra obra citada pelo parlamentar foi a rodovia BR-163. “Temos que buscar uma solução para destravar a duplicação da BR-163 até junho ou julho deste ano”, afirmou.

O deputado Ulysses Moraes defendeu que, mais do que identificar o motivo da paralisação da obra, é preciso analisar e buscar a viabilidade da obra. “Vamos buscar as parcerias público-privada, a privatização das obras inúteis para o estado e assim trazer mais eficiência”, afirmou o parlamentar. Nininho também destacou a importância da comissão para destravar obras de infraestrutura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *