ECONOMIA: Desemprego sobe para 12% e atinge 12,7 milhões de pessoas. Confira outras informações na coluna JPM desta quarta-feira(27)

PESQUISA IBGE

O País tinha 12,669 milhões de pessoas em busca de emprego no trimestre encerrado em janeiro deste ano, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).Há menos 20 mil desempregados em relação a um ano antes, o equivalente a um recuo de apenas 0,2%. O total de ocupados cresceu 0,9% no período de um ano, o equivalente à criação de 846 mil postos de trabalho. O contingente de inativos avançou 1,2%, 762 mil pessoas a mais nessa condição.Como consequência, a taxa de desemprego passou de 12,2% no trimestre até janeiro de 2018 para 12,0% no trimestre encerrado em janeiro de 2019.O nível da ocupação, que mede o porcentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar, foi estimado em 54,2% no trimestre até janeiro deste ano, ante também 54,2% no trimestre até janeiro de 2018. No trimestre até outubro do ano passado, o nível de ocupação era de 54,5%.

NOVA LÍDER

A deputada (PSL-SP), foi escolhida pelo presidente Jair Bolsonaro para a liderança do governo no Congresso. A indicação da deputada ocorre em meio ao desgaste e baixa interlocução com o parlamento do líder na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO). Parlamentar de primeiro mandato, Joice construiu em pouco tempo canais de comunicação com lideranças da Casa. Em termos políticos,  ela é considerada  capaz de entregar o que promete, porque está afiançada pelo presidente, e acrescenta um capital político e midiático à articulação do governo.

 

ORIENTAÇÃO DE GILMAR

O presidente Jair Bolsonaro conversou  pelo telefone com o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes, oportunidade em que  pediu sugestões para aperfeiçoar os mecanismos de investigação da Receita Federal. Nos bastidores,   surgiu a informação de que a Receita estaria investigando 134 alvos, que incluem nomes do Executivo, Legislativo e Judiciário. Além de Gilmar Mendes e sua mulher, também estão na mira da Receita, Roberta Maria Rangel, mulher do presidente do Supremo, Dias Toffoli.

 

REPERCUSSÃO

Ganhou repercussão no noticiário do país,  a pesquisa MDA/CNT divulgada ontem , que avaliou o nível de confiança dos brasileiros nas suas instituições. A Igreja, 34,3%; Bombeiros, 19,7%; Forças Armadas, 16%; Justiça, 9,8%; Polícia, 4,1%; Imprensa, 3,7%; Governo, 2,4%; Congresso, 1%; Partidos, 0,2%.

COBRANÇA

O presidente da Câmara dos Deputados,Rodrigo Maia  (DEM-RJ), voltou a cobrar nesta quarta-feira (27) que o governo Jair Bolsonaro intensifique o trabalho de articulação política com o Congresso Nacional para levar adiante sua agenda de reformas — sobretudo a da Previdência.“O Executivo precisa começar a ter articulação política. O que falta é compreensão. O Governo precisa ter presença. Precisa ter líderes, e o líder é tão deputado quanto seu liderado”, declarou em entrevista

 

 

RECADO AO PLANALTO

A cobrança de Rodrigo Maia é um recado direto ao Palácio do Planalto de que é preciso organizar sua base política na Câmara e no Senado e dialogar com líderes de partidos. O presidente da Câmara lembrou que os deputados têm demandas em suas bases — como pleitos de liberação de recursos de emendas ao Orçamento da União para obras em cidades — e que, para isso, é necessária interlocução com os ministérios. A tentativa de melhorar a coordenação política deverá ser conduzida pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

TRABALHO PARADO

As comissões na Câmara ainda não foram instaladas, segundo Maia, por conta da reforma da Previdência.O presidente da Casa afirmou que poderia ter instalado as 12 primeiras, mas não o fez por conta de tratativas com o PT.“Não consegui conversar com o maior partido de oposição, que é o Partido dos Trabalhadores. Poderia ter instalado as 12 primeiras ontem e hoje, mas achei que não era inteligente para governabilidade da Câmara tomar decisão sem ter essa conversa”, ressaltou.

FACISMO

A Mesa da Câmara devolveu o PL 10864/18, da deputada Luizianne Lins (PT-CE), que Institui o Dia Nacional de Luta contra o Fascismo. É que o projeto atropelou o regimento: não houve consulta popular e audiências públicas para o debate.

COMANDO DA EBC

O presidente da República, Jair Bolsonaro, nomeou Alexandre Henrique Graziani Junior como diretor-presidente da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), ficando exonerado do atual cargo de diretor de Operações da empresa. Graziani assume o comando da EBC no lugar de Luiz Antonio Duarte Moreira Ferreira, exonerado nesta quarta-feira, 27, da função. As informações estão publicadas no Diário Oficial da União (DOU).

 

 

DECRETO REVOGADO

Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira, 27, publica decreto presidencial que revoga trechos do Decreto 9.690, de 23 de janeiro deste ano, que alteravam a regulamentação da Lei de Acesso à Informação (LAI) para ampliar o número de servidores que poderiam ser autorizados a impor sigilos ultrassecreto e secreto a documentos públicos.O anúncio da revogação foi feito na terça-feira, 26, pela Casa Civil e ocorre uma semana após a Câmara dos Deputados aprovar um projeto para suspender os efeitos do decreto assinado pelo então presidente em exercício, Hamilton Mourão.

INVESTIGAÇÃO

O secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, encaminhou pedido ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, para que a Polícia Federal abra investigação para apurar o vazamento de informações relacionadas a agentes públicos que foram alvos do FiscoEntre eles, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e Roberto Maria Rangel, esposa do presidente do Supremo, Dias Toffoli.

 

 

GUEDES, MAIA E ALCOLUMBRE 

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de reunião-almoço com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, em Brasília. No encontro, serão discutidas a proposta de Previdência para os militares e a tramitação da emenda constitucional da reforma da Previdência.

 LEI ANTICRIME 
Mais de 50 prefeitos de todo o país devem se reunir, em Brasília, com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. O objetivo é debater o Projeto de Lei Anticrime, cujo texto já foi encaminhado pelo governo ao Congresso Nacional

SIGILO FUNCIONAL

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) manteve como réu o delegado da Polícia Federal Mario Renato Castanheira Fanton em uma ação civil pública em que responde pela acusação de violar o sigilo funcional do cargo ao supostamente revelar informações relativas à Operação Carne Fraca ao ex-deputado federal André Luiz Vargas Ilário.A decisão de negar recurso de Fanton foi proferida de forma unânime pela 4ª Turma, em sessão de julgamento realizada no dia 13 passado. André Vargas está sentenciado a 12 anos e 10 meses na Operação Lava Jato

FRASE DO DIA

“É importante uma educação infantil que valorize a mulher como indivíduo com direitos e que eduque o homem para que construa sua masculinidade encontrando nele mesmo seu valor, não se sentindo valorizado somente quando domina e desrespeita uma mulher”, afirmou a  socióloga Jacqueline Pitanguy, diretora-executiva da ONG Cidadania, Estudo, Pesquisa, Informação e Ação (Cepia).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *