Johnny Marcus

Da Reportagem

No filme “Vatel – Um Banquete Para o Rei”, o ator francês Gerárd Depárdieu vive François Fritz Karl Vatel, chef incumbido de preparar o banquete oferecido pelo Príncipe Condé a ninguém menos que o rei da França Luiz XIV.

Tudo ganha um ar dramático porque Condé passa por dificuldades financeiras e teria que se endividar ainda mais para poder receber adequadamente – com luxo e sofisticação – ao rei e seus convidados, e o próprio monarca busca uma aliança forte para uma possível guerra contra os holandeses.

A situação descrita no filme evidencia a concepção de que, ao longo dos anos, o reunir-se à mesa e compartilhar comida e bebida representa o estreitamento dos laços de amizade. Não somente isso, mas celebrações familiares, fechamento de negócios e até pedidos de casamento. Ou ainda um momento solitário de prazer gastronômico.

Com toda a pressa da sociedade pós-capitalista, muito do ritual que envolve o preparo de um prato tem se perdido. Temperos, ervas, e até mesmo verduras, legumes, frutas, grãos e carne têm cedido lugar à uma comida industrializada que fica pronta em poucos minutos depois de colocada no forno microondas.

Em direção oposta está Bela Gil, chef de cozinha natural que busca destacar a importância da alimentação saudável e consciente. Filha de Flora e do cantor e compositor Gilberto Gil, Bela apresenta um programa de TV e apoia diversos projetos sociais e também está à frente do “Bela Infância”, que ensina crianças de escolas públicas e particulares de todo o Brasil a se alimentarem melhor e combaterem a obesidade infantil.

Convidada especial para a segunda edição do “Pantanal Cozinha Brasil”, maior evento de gastronomia do Estado, com organização do Sebrae e Univag, Bela Gil diz que apesar de nunca ter vindo a Mato Grosso, já usava produtos da região como castanha de baru, jatobá e pequi.

Essa diversidade, segundo a chef, é essencial para nossa sobrevivência como espécie. “Dá pra sair do tradicional e ao mesmo tempo mostrar que a cultura da alimentação saudável é totalmente viável para o dia a dia”, afirma.

Para a chef, encontros como o promovido pelo “Pantanal Cozinha Brasil”, são essenciais para o fortalecimento do conceito de alimentação saudável. “Não é porque algo está sendo feito na TV que é elitizado ou inacessível. Dá pra usar a criatividade e usar os produtos que estão acessíveis na nossa própria região”, enfatiza.

Bela ainda lembra que a culinária é uma forma de reconexão com o planeta, e que usa seu espaço na televisão para dar visibilidade à agricultura familiar. “O programa resgata essa noção da importância do cuidado pela Terra. Se a gente perde a qualidade da Terra, a gente perde a qualidade da comida, e consequentemente da nossa saúde. Eu gosto de levar ao meu programa pequenos agricultores, produtores regionais para mostrar de onde de fato vem a nossa comida, para que possamos ter uma cultura alimentar mais saudável”, explica.

Sabores de Mato Grosso

O Pantanal Cozinha Brasil está na segunda edição e envolve profissionais, acadêmicos de nutrição, gastronomia e engenharia de alimentos, profissionais da área de alimentos, empresários do segmento e pessoas interessadas em gastronomia, culinária e alimentação. Seu idealizador, João Carlos Caldeira, é graduado em Economia e Comunicação Social, Especialista em Administração de Turismo, Gastronomia e Lazer.

Caldeira diz que o evento busca, primordialmente, valorizar a culinária local. “Nossa intenção é dar destaque ao que temos aqui e ao mesmo tempo propiciar uma formação continuada de altíssima qualidade com os maiores profissionais da gastronomia brasileira. A gastronomia de Mato Grosso tem ganhado cada vez mais espaço na cena nacional, com gente do porte de Marcelo Cotrim, Carol Manhozo, Ariane Maluf, Hugo Rodas e tantos outros”.

A coordenadora do curso de Gastronomia da Univag, Adriene Paiva, pontua que a proposta do Pantanal Cozinha Brasil é o reconhecimento da gastronomia mato-grossense como patrimônio cultural. “Desenvolvemos projetos de pesquisa com produtos regionais. Por causa dos vários biomas, nossa região é muito rica de ingredientes e isso tem que ser explorado como reforço da nossa identidade”.

 

No Banner to display

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados*

"Os comentários não representam a opinião do site GPSnotícias e são de responsabilidade do autor.
As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação."

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>